Vem me seguir também...vem

PARA ACHAR ALGO DIGITE A PALAVRA

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

* OS CONGREGACIONAIS E O "DIA DE AÇÃO E GRAÇAS"

Entre os feriados americanos de maior destaque está o "Dia de Ação de Graças". E os Pais Peregrinos, separatistas congregacionalistas, que estão na origem dos Congegacionais americanos, estão diretamente ligados ao mesmo.
Os primeiros separatistas congregacionais, vindos da Holanda e da Inglaterra no famoso navio Myflower, se fixaram em Plymouth Rock em 11 de Dezembro de 1620. Seu primeiro inverno foi devastador. No início do outono seguinte, tinham perdido 46 pessoas das 102 que ali chegaram. Mas a colheita de 1621 foi magnífica. E os restantes colonos decidiram celebrar com uma festa - incluindo os 91 índios que os tinham ajudado a sobreviver neste primeiro ano. A festa foi um festival de "agradecimento" e durou três dias.



Esta festa de "ação de graças" não foi repetida no ano seguinte. Mas, em 1623, durante uma grave seca, os peregrinos se reuniram em oração, pedindo por chuvas. Quando uma longa e constante chuva chegou logo no dia seguinte, o governador William Bradford proclamou ali um dia de Ação de Graças, novamente convidando seus amigos índios para a celebração
Foi preciso esperar até junho de 1676 para que outro Dia de Ação de Graças fosse proclamado. Em 20 de junho de 1676, o Conselho de Governadores de Charlestown, Massachusetts, teve uma reunião para determinar a melhor forma de expressar os agradecimentos pela boa fortuna já que tinham visto sua comunidade solidamente estabelecida. Por votação unânime ficou estabelecido proclamar 29 de Junho como um Dia de Ação de Graças.


Outubro de 1777 marcou a primeira vez que todas as 13 colônias americanas se uniram para celebrar esta festa.
George Washington proclamou um Dia Nacional de Ação de Graças em 1789, embora alguns se opusessem a ele. Houve discordância entre as colônias, sentindo que muitas das dificuldades de alguns irmãos peregrinos não justificava um feriado nacional.
Foi Sarah Josepha Hale, uma editora de revista, cujos esforços acabaram por levar ao que nós hoje reconhecemos como o Dia de Ação de Graças. Hale escreveu muitos editoriais para defender sua causa no Boston Ladies' Magazine e mais tarde, em Godey's Lady's Book. Finalmente, após uma campanha de 40 anos escrevendo editoriais e cartas aos governadores e presidentes, a obsessão Hale tornou-se realidade quando, em 1863, o Presidente Lincoln proclamou a última quinta-feira de Novembro como um dia nacional de Ação de Graças. A data foi mudada algumas vezes, mais recentemente por Franklin Roosevelt. E em 1941, o Dia de Ação de Graças foi finalmente sancionado pelo Congresso como um feriado, como a quarta quinta-feira de Novembro.

Este é mais um marco histórico na vida do povo Congregacional.
Saiba mais:

Nenhum comentário: